cropped-cropped-logo-omar-face-tv-1.png

Categoria:

Hospital Espanhol segue ativo, mesmo com a queda de casos de Covid

Dois anos de pandemia, mais de um ano de vacinação, decreto governamental de liberação do uso de máscaras na Bahia, número de casos caindo e o Hospital Espanhol segue ativo e receptivo aos pacientes contaminados pelo Coronavírus.

No dia em que o uso das máscaras para proteção da área buconasal foi liberado pelo Governo do Estado da Bahia, em 11 de abril de 22, nossa Assessoria de Imprensa do Hospital Espanhol atendia uma equipe de reportagem e, juntos, acompanharam a chegada de uma das quatro ambulâncias que trouxeram pacientes regulados pelo Sistema de Regulação da Secretaria da Saúde do Estado para internação, naquela segunda-feira.

O Assessor Parlamentar José Anastácio Conceição Santos, 57 anos, residente no município baiano de Simões Filho, era o paciente transportado pela ambulância do SAMU. Ele deu entrada na UTC – Unidade de Tratamento Transitório do HE, às 9:47, lúcido, conversando e fazendo uso de cateter nasal com liberação de oxigênio para lhe dar maior conforto respiratório.

Desde a véspera, no domingo, ele estava internado na UPA de Simões Filho com febre alta, dor de cabeça, tosse contínua e dificuldade para respirar. A UTC é uma unidade montada com estrutura de UTI e funciona como área de avaliação e triagem dos pacientes admitidos no Hospital. Após avaliação do quadro de saúde, pela equipe médica de plantão, o paciente é encaminhado para um leito de UTI ou enfermaria, de acordo com as suas necessidades clínicas para tratamento.

O paciente José Anastácio não completou seu esquema vacinal. Tomou somente as duas primeiras doses. “Eu relaxei. Não tive preocupação em tomar a 3ª dose, porque já tinha tomado duas. Mas agora já não sei o que vai acontecer. Entregar a Deus e tudo vai dar certo. Ele vai cuidar de mim e orientar quem está cuidando de mim. Me sinto muito bem acolhido e protegido aqui. Não tenho o que temer ou me queixar. Logo vou me curar!” – desabafou o Assessor Parlamentar, já instalado em um leito da UTC, enquanto era examinado pela médica.

Em dois anos, 4.390 vidas salvas no HE

Ele foi o paciente de admissão nº 6.860 do Hospital Espanhol, como um Centro de Tratamento Covid. Nestes dois anos, o HE recebeu quase 7 mil vidas para cuidar e devolveu às suas famílias, até agora, 4.390 vidas salvas e curadas!

Hoje o Hospital apresenta uma das menores taxas de ocupação dos seus 250 leitos ativos, uma média variante nas últimas semanas, em torno de 20%. A menor taxa já registrada, nos dois anos de funcionamento, foi de 12%, em setembro de 2021. E as maiores, em torno dos 90%, aconteceram em outubro de 2020 e janeiro de 2022. Ou seja, a oscilação é grande. Assim como a nossa confiança de que a pandemia já vai acabar. “Enquanto tiver pandemia, o Hospital Espanhol estará atendendo à população da Bahia” – afirmou o Diretor Geral, Ricardo Bricídio. O HE é a única Unidade de Saúde da Bahia, 100% SUS, com atendimento exclusivo para a Covid.

Como diz a fé de Seu Anastácio, é “entregar a Deus e tudo vai dar certo”. Vai! Mas desde que haja trabalho, cuidado, responsabilidade coletiva e esquema vacinal completo.

Compartilhe na redes sociais

Artigos Relacionados