cropped-cropped-logo-omar-face-tv-1.png

Categoria:

Presidente da Ancec fala, com exclusividade, sobre suas perspectivas para 2022

Presidente da Ancec fala, com exclusividade, sobre suas perspectivas para 2022

  

  Wanderley Pedroso natural de Recife, é empreendedor, preside da ONG Arlinda Pedroso e do Conselho da ANCEC, com bacharelado em Ciências Contábeis, é especialista em gestão de empresas e auditoria, têm 5 pós-graduações e é pós-graduando na área de Desenvolvimento de Gestores pela FGV e possuí atuação há mais de 22 anos nas áreas de contabilidade, auditoria e Gestão.

   Em meio a um cenário de desafios e perspectivas, eu entrevistei com exclusividade, Wanderlei Pedroso, que é o atual presidente da Agência Nacional de Cultura, Empreendedorismo e Comunicação – ANCEC. Pedroso é destaque na área contábil e do empreendedorismo, possuí diversos prêmios e homenagens, tais como Cruz da Referência Nacional em empreendedorismo pela ANCEC (Agência Nacional de Cultura, Empreendedorismo e Comunicação), Medalha Presidente Juscelino Kubistchek de Oliveira a título de Comendador e Medalha Marquesa de Santos Pela FALASP (Federação das Academias de Letras do Estado de São Paulo) tendo em vista seu pioneirismo arrojo empreendedor, além da relevância dos benefícios trazidos, direta e indiretamente à comunidade de diversos projetos sociais. Na oportunidade, fala sobre a importância da Ancec, carreira e quais as perspectivas para o ano de 2022.

A Agência Nacional de Cultura, Empreendedorismo e Comunicação surgiu quando e com qual propósito?

R: A Ancec nasceu em 2014 com o propósito de reconhecer e valorizar o empreendedorismo, a arte e a comunicação através de ações de reconhecimento, homenagens e promoção a pessoas destaques nessas três áreas.

 Qual a finalidade social da ANCEC?

  R: A Ancec tem por finalidade social incentivar a cultura, a arte e o empreendedorismo no Brasil, além de está engajada no assistencialismo social por meio de instituições sem fins lucrativos, como é o caso da Fundação Arlinda Pedroso, que realiza diversos projetos sociais em comunidades carentes.

 Quais são os critérios para a eleição dos premiados?

R: Os homenageados são convidados pelo núcleo de pesquisa da ANCEC, que fomenta empresas, empreendedores e artistas com o intuito de convidá-los para participar da avaliação e, em caso positivo, receber a homenagem. Esses homenageados têm de ser avaliados positivamente, de acordo com os critérios da comissão de análise.

 Como foi a atuação e quais os principais desafios da ANCEC no período de pandemia?

R: Tivemos que nos reinventar, o evento online foi uma alternativa, e certamente o maior desafio foi a possível interrupção dos eventos presencias.

 Há quantos anos o senhor faz parte da ANCEC e como tem sido ser o presidente do conselho?

R: Como homenageado tenho participado desde o ano de 2015. Entretanto, só no ano de 2021 é que assumi a presidência do conselho, o que para mim tem sido gratificante e desafiador.

 Qual a relevância dos reconhecimentos fornecidos pela ANCEC no âmbito nacional e internacional?

R:  Mostrar para a sociedade o trabalho positivo de cada empreendedor, artista e comunicador que merece o reconhecimento se tornando uma referência no nosso País.

 Quais são as suas principais perspectivas para o ano de 2022?

R:  De muita saúde, novos projetos e muito trabalho!

 Quais as suas considerações finais?

R:  Desejo que o ano de 2022 seja repleto de oportunidades para o nosso país e que as experiencias de 2021 nos sirva de alerta e percebamos que a vida é o nosso bem mais precioso.

 

Para mais informações acessem as seguintes páginas:

 

Wanderlei Predroso. Acesse aqui.

Site da Ancec. Acesse aqui.

Ancec no Instagram. Acesse aqui.

João Costa. Acesse aqui.

Compartilhe na redes sociais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Artigos Relacionados