cropped-cropped-logo-omar-face-tv-1.png

Categoria:

Já pensou em ganhar dinheiro jogando? É isso que promete o Mafagafo, jogo inovador no mercado brasileiro

Com as moedas virtuais valendo cada vez mais dinheiro de verdade, pessoas comuns estão vendo nos jogos NFT’s uma nova forma de aumentar a sua renda mensal.

Mafagafo é o novo jogo com tecnologia em tokens não fungíveis (NFTs) que vem conquistando milhares de brasileiros comuns que desejam encontrar na diversão uma nova forma de ganhar dinheiro.

Divertido, colecionável e rentável, o jogo tem se tornado uma febre em vários países e já conta com mais de oitenta mil pessoas em sua comunidade no Telegram.

Mas afinal, o que é o Mafagafo?

“Somos um game NFT diferente de tudo que existe por aí, nossa maior preocupação é que de fato os brasileiros tenham cada vez mais alternativas para driblar tudo o que anda acontecendo no país e possam ganhar o seu dinheiro de forma honesta e divertida.”

Como se ganha dinheiro nesse jogo?

“Explicando de uma forma bem simples como isso funciona, você compra um passe de batalha e enquanto você joga, vai ganhando pontos. Esses pontos servem para desbloquear itens colecionáveis, e são com esses itens que você pode ganhar dinheiro, porque você pode vendê-los depois” – Alexandre Tolstenko, um dos Desenvolvedores do Game Mafagafo”.

Segundo Tolstenko, o mercado promete jogos NFT’s que na prática, não são jogáveis.

“Não são games de verdade, não é algo que você passa horas jogando e, por mais que dê pra ganhar dinheiro, isso não é tudo que importa. Quando criamos o Mafagafo queria que qualquer pessoa, independente da idade ou nível de conhecimento em criptomoedas pudesse jogar, divertir e ainda ganhar dinheiro. Pensamos tanto na pessoa que busca uma renda extra quanto na pessoa que só busca uma forma de se divertir ou se distrair. Queríamos algo que houvesse envolvimento humano, competição, diversão de verdade.”, explica.

O jogo acontece em uma ilha com pássaros que são incapazes de voar. E para eles, tudo o que importa é a competição. Seja lá quem você for ou quantos anos você tem, ao apertar o play, você se torna um deles, e depois disso, só existe uma opção: ganhar.

Por que Mafagafo?

“A ideia simplesmente nasceu. Logo no primeiro dia depois de fechar com a equipe toda, me lembrei de um trava-línguas da minha adolescência e decidi usar porque diz muito sobre a nossa visão do jogo: não queremos fazer o que todo mundo faz. Acabou tendo uma aceitação mais legal do que imaginávamos”, conta um dos fundadores do game.

A versão de teste do jogo será lançada em Fevereiro, e já nas redes sociais, a espera pelos pássaros mais competitivos do mundo é gigante. Mafagafo conta com uma proposta que nenhum outro jogo NFT possui, e alerta: existem grandes chances de você não conseguir parar de jogar.

Na ilha dos pássaros perdidos, você não precisa escolher entre se divertir e lucrar. Você pode fazer os dois.

“Aves, roupas.. quase tudo o que pode ser comprado é reconhecido como um NFT único e pode ser vendido no Marketplace do jogo. Além das aves, o mercado fornecerá aluguéis para quem não deseja comprar o dele”, explica Alexandre.

Como funciona o jogo?

“Mafapoints é tudo que você ganha dentro do jogo, mafacoins são os tokens. Cada partida classifica os melhores competidores, quanto melhor sua colocação, mais mafapoints você ganha, ou seja, mais itens você pode comprar, e mais itens você pode vender”, diz.

E se você acha que se divertir e lucrar já é demais, espere até poder fazer inveja em seus adversários com personagens únicos e extremamente raros! No Mafagafo, seus personagens ficam cada vez mais valiosos através das misturas genéticas.

“Como eu disse, não queríamos um jogo comum. Guardar e colecionar são coisas bem diferentes, é o único jogo onde você consegue de fato colecionar itens que são raros e muito valiosos”, diz Alexandre.

A pergunta que não quer calar é: Seria esta uma experiência de jogo console num jogo mobile e NFT?

Teremos pistas em Fevereiro, quando a versão de teste for lançada.

Saiba mais em: https://mafagafo.com

Compartilhe na redes sociais

Artigos Relacionados