Categoria:

Últimos dias do Comida di Buteco em Uberlândia

Comida de Buteco

Últimos dias do Comida di Buteco em Uberlândia

Concurso que ocorre no formato híbrido, encerra neste domingo (22); dia 19 tem live para falar do novo conteúdo digital do Comida di Buteco que receberá butequeiros vencedores para ensinar a fazer receitas

A 13ª edição do concurso mais saboroso do país está chegando ao fim em Uberlândia. Até domingo, dia 22, o público pode apreciar e avaliar os petiscos com o tema Raízes, que traz muitas opções acessíveis e infinitas possibilidades de combinações. Batata, mandioquinha, beterraba e cenoura são apenas alguns exemplos. Todos os butecos participantes desenvolveram as receitas contendo uma ou mais raízes.

Pela primeira vez no formato híbrido, o consumidor poderá pedir o petisco participante via delivery ou take away (retirada no local). Para administrar o fluxo de pessoas e evitar aglomeração, a organização fez uma parceria com uma plataforma digital,  que permite que os clientes que quiserem ir ao bar possam reservar a mesa com antecedência. Nesta edição, todos os tira-gostos estão com preço fixo de R$27.

 

Live dia 19 de agosto

E as novidades não param: antes do encerramento, o Comida di Buteco estreia um conteúdo digital inédito que permite ao público aprender a fazer as receitas dos butecos que já foram premiados nas suas casas. Para isso, foram gravadas as histórias desses butecos para dar um temperinho especial. Para falar mais sobre essa novidade, será realizada uma live no dia 19 de agosto, às 20h, no youtube do Comida di Buteco:  https://www.youtube.com/user/canaldocomida.

 

Onze botecos na disputa

Em Uberlândia são 11 bares participantes, entre eles, os bares calouros Caminho d’Casa e Libertas Venda & Bar e nove veteranos: Bar do Betão, Bar do Carlinho, Bar do Sô Creysson, Baroa Bar, Netão Beer, Nosso!, Point do Mercado, Recando da Cevada e Recanto do Raimundo.

 

Numa trajetória onde muitas histórias de vidas foram contadas e transformadas, o Comida di Buteco é um grande movimento nacional de valorização da cultura de buteco e cozinha de raiz e quem já participou, acredita na força que a marca tem. 

 

“Eu acho o Comida fantástico, sou defensor. Tudo o que é possível ser feito, eles fazem. Aposto muito no Comida porque a gente ganha visibilidade, aumenta muito o fluxo de clientes na casa. Ter uma pessoa para avaliar a temperatura da bebida e o atendimento, acaba que nos instiga a treinar ainda mais a nossa equipe. Já fui muito beneficiado por parceiros, graças ao Comida di Buteco.  Sou fã de carteirinha e adoro participar”, disse o proprietário do Bar Nosso Restaurante, Luís Cláudio Rossetto Paschoalotto.

 

Há 11 anos trabalhando no setor, a proprietária do Point do Mercado, Luciana Santos Gama, nesta edição participa com o prato Vaca Amarela e também faz elogios ao Concurso. “Fui tri campeã e já fiquei por duas vezes em segundo lugar. O Comida vem para reconhecer o nosso trabalho e nos ajudar. Quando a gente participa do concurso, o movimento cresce e recebemos pessoas diferentes para conhecerem o bar e o petisco. Para se ter uma ideia, nosso movimento aumentou 20%”, conta Luciana.

Divulgação

 

Salve os Butecos!

Além do formato híbrido, outra novidade dessa edição é o movimento “Salve os Butecos”, um grande financiamento coletivo nacional cuja meta é arrecadar R$ 3 milhões entre julho e agosto e dividi-lo igualmente entre os butecos participantes do concurso. Qualquer pessoa física ou jurídica pode participar com doações em espécie e produtos, no caso, por exemplo, de empresas que atendem diretamente os butecos e espaços na mídia para divulgar a campanha. As doações em dinheiro, podem ser depositadas na conta do Banco Santander.

Para a diretora de Operações do Comida di Buteco, Maria Eulália Araújo, a preocupação é preservar e evoluir os pequenos negócios familiares, chamados butecos. “O movimento vem para ajudar nesse processo e para gerar fluxo de caixa para os butecos, de forma que eles possam se reerguer”, enfatiza Maria Eulália.

 

Sua mecânica

Elege-se o melhor buteco da cidade e não o melhor petisco!

Na primeira etapa, em cada uma das cidades participantes, os butecos pré-selecionados apresentam os petiscos criados especialmente para a competição. O público e um corpo de jurados visita o local, vota e elege o campeão, avaliando quatro categorias: petisco, atendimento, higiene e temperatura da bebida. O petisco leva 70% do peso da nota e as demais categorias 10% cada uma. O voto do público vale 50% do peso total e o dos jurados 50%.

Na segunda etapa, uma nova comissão de jurados, escolhida especificamente para esse momento, vai visitar os campeões de cada cidade avaliando sua performance nas mesmas quatro categorias (petisco, atendimento, temperatura da bebida e higiene). Cada campeão recebe três jurados. Elege-se aí o MELHOR BUTECO DO BRASIL, que será conhecido e premiado no mês de outubro.

 

Facebook: /comidadibuteco

Instagram: _comidadibuteco

Twitter: @_comidadibuteco

Site: comidadibuteco.com.br

Baixe o app ComidadiButeco

Compartilhe na redes sociais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest

Artigos Relacionados

skol_-2 (1)

Com apoio de grandes artistas

Com apoio de grandes artistas, Skol quer descobrir novo talento do pagodão baiano Por meio da plataforma Skol Pagodão, criada há dois anos para fomentar

Leia mais »